Quando pensamos em um banheiro agradável, muitas vezes relacionamos com uma bela decoração. Porém, a higiene correta é o princípio de um ambiente confortável, independente do investimento realizado nele.

O acúmulo de calor e umidade fazem do banheiro o local ideal para multiplicação de fungos, causando mofo e bolor. A consequência vai além da aparência escura repugnante e do mau cheiro. Essa sujeira se espalha e pode danificar os móveis e a estrutura do seu banheiro.

Felizmente, há atitudes que podem evitar que o bolor e o mofo se instalem no seu banheiro. Basta manter padrões de limpeza e arejar o espaço para evitar esse tipo de inconveniente.

Arejando o ambiente

Um banheiro com boa circulação de ar não dá chances para a proliferação do bolor e do mofo. Sempre que possível, mantenha a janela e a porta abertas, em especial após o banho. Assim, a secagem do espaço fica mais rápida e fácil. Vale a pena conferir nossas dicas para manter o ambiente bem organizado.

Se por algum motivo a ventilação do seu banheiro não for suficiente, instale um exaustor e ligue-o durante e após o banho, para ajudar a reduzir o vapor e secar o banheiro. Quem usa a famosa cortina deve esticá-la bem quando terminar de se banhar para que as dobras não se encham de bolor.

Limpando o banheiro

Garantir o espaço livre de bolor é fácil quando uma rotina de limpeza é seguida. Por ser o cômodo menos agradável de limpar, é comum que fique de lado e seja menos frequente. Lembre-se que quanto mais limpeza, menos sujo.

Para manter a organização, um cronograma de limpeza pode auxiliar.

  • Diariamente: retire excessos, como água empoçada na pia ou no box, pasta de dente, cabelos nos ralos ou outros produtos acumulados em outras superfícies.
  • Semanalmente: esfregue bem o chão, as paredes, vaso sanitário e o box do banheiro.
  • Quinzenalmente: limpe bem o teto, os armários, as janelas, as luminárias e a porta

Em superfícies como a banheira e a pia, a dica é usar o saponáceo, que higieniza e deixa tudo bem brilhante. Evite as esponjas de aço, que podem arranhar ou mesmo soltar resíduos que enferrujam. Dê preferência para esponjas macias.

No box, no chão e nos azulejos, a água sanitária é uma aliada eficiente e barata. Utilize num frasco com borrifador para não desperdiçar.

O vaso sanitário precisa de um bom desinfetante semanalmente. Quando fizer faxina pesada, recorra ao cloro e tenha uma escova exclusiva para limpar essa região.

Verificar a estrutura do encanamento

Se todos os seus esforços para controlar a umidade não estão surtindo efeito, que tal uma boa checagem no encanamento? Vazamentos e entupimentos causam acúmulo de água e, aí, o bolor e o mofo são as consequências nada agradáveis.

Identificar esses problemas é fácil. Basta passar a mão entre os canos, ou mesmo no registro do chuveiro, para notar se há água vertendo involuntariamente. Se for o caso, contrate um encanador para resolver o problema.

Em situações de entupimento, quando os ralos demoram a drenar a água ou simplesmente não passam líquido, a solução é usar um desentupidor ou produtos químicos para limpar as paredes dos canos e a água voltar a fluir.

Viu como é fácil manter seu banheiro impecável? Com boa higiene e cuidados diários, não há perigo de acumular mofo e bolor no cômodo mais íntimo da casa.

Para deixar o banheiro ainda mais confortável, instale uma banheira da Minas Banheiras. Esse investimento vai fazer a diferença na sua qualidade de vida.